Por aí: Conhecendo Natal - RN

Oi Pessoal!

Hoje vou contar um pouco de como foi minha viagem para Natal, no Rio Grande do Norte. Eu e meu marido fomos pra lá com a família dele, no final de maio. Graças a Deus o tempo estava ótimo, lindo e contribui muito para nossos passeios por lá. Só pegamos chuva um dia e de noite, então não nos atrapalhou em nada.


Chegamos lá por volta de meio-dia, alugamos um carro e fomos direto para a pousada, em Ponta Negra. Uma pousada muito boa, confortável e de frente para o mar. Vou falar sobre ela em outro post.

Depois do almoço, fomos conhecer a Fortaleza dos Reis Magos ou Fortaleza da Barra do Rio Grande. Ela fica na barra do Potengi e foi fundada em 1599. Ela recebeu esse nome, por causa da data da sua fundação, 25 de dezembro. 


A fortaleza foi construída pelos colonizadores portugueses e invadida pelos holandeses em 1633. Anos depois, os portugueses conseguiram retomar o forte e a cidade também. 


Na parte de cima do forte, ainda tem alguns canhões da época e uma vista lindíssima, tanto do mar, quanto de uma parte da cidade. E você também vê a nova ponte, Newton Navarro.


O ideal é contratar o serviço de um guia (eles ficam lá mesmo no Forte) para conhecer melhor a história. Dentro da fortaleza tem banheiros e uma lanchonete. Abre todos os dias, de 8hs às 16hs.

Saindo dali, fomos até o Cajueiro de Pirangi. Fica bem distante de Ponta Negra, onde nós estávamos, mas vale muito há pena a visita.

Chegamos já no fim da tarde, perto da hora de fechar, mas conseguimos fazer a visita. 


Pra ser mais exata, ele fica na Praia de Pirangi, no município de Parnamirim, que está localizado a 25km de Natal. O cajueiro é enorme, não é atoa que é o maior do mundo. Tem uma área de 8.500 m2 e continua crescendo mais.


Ele foi registrado no Guiness Book em 1994, como o maior do mundo. Pena que não fomos na época que dá caju. Imagina como deve ficar lindo.


Esse é o tronco principal do cajueiro. Dele saíram vários galhos que se transformaram em outros troncos. A profundidade do tronco principal é de 20 a 25 metros. 


Essa é a vista de cima do cajueiro. Olha como é enorme! Parece infinito! Para quem ficou curioso, a época de caju é de novembro a janeiro. Da tanto caju, cerca de duas mil toneladas, que eles deixam os visitantes levarem alguns pra casa.

No fim da visita, eles te dão um copinho de suco de caju para você experimentar. O suco é muito gostoso, bem diferente desses comprados em garrafa no mercado.

O cajueiro abre todo dia de 7h30 às 17h30 e o ingresso custa R$ 8,00. Lá também tem uma feirinha de artesanato.

E para fechar o dia com chave de ouro, fomos jantar no restaurante Camarões Potiguar. Gente, pensa em um lugar bom pra comer, é esse. Os pratos são muito bem servidos, dá pra 4 ou 5 pessoas, dependendo da fome e de quanto cada um coma. Nosso prato foi, Dijon, que era camarão salteado com azeite, vinho branco, molho branco, palmito e mostarda Dijon em grãos. Servido sobre arroz cremoso com julienne de legumes, ervilha e gratinado com queijos mussarela e parmesão. (tirei foto do cardápio, kkkk) Pagamos R$ 108,00 nesse prato, mas como dividimos, não ficou caro.


Meu destaque vai para a sobremesa maravilhosaaaa!!! Macaron Petit, com biscoito merengue italiano com castanha de caju, coberto com sorvete artesanal de creme, calda de chocolate e amêndoas laminadas. Custou R$ 17,00 e estava divino! 


O restaurante é muito bonito e abre todos os dias, inclusive feriados, de 11h30hs às 16hs no almoço e de 18h30hs às 00hs no jantar. Amei esse lustre feito com cabaças. Muito Nordeste, né?

Vou fazer mais dois posts sobre a viagem falando sobre os passeios que fizemos e sobre a pousada em que nos hospedamos.

Beijinhos!! 💋💋

Compartilhe:

JOIN CONVERSATION

17 comentários:

  1. Lindo lugar para passar um tempinho. Esse cajueiro então... Fiquei super curiosa para conhecer. Ele é grandão!

    Até mais! O/
    Karolini Barbara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karolini! O Cajueiro é enorme mesmo, parece que não tem fim!
      Beijinhos!

      Excluir
  2. Um pouquinho de aula de historia haha gostei do post não é só falando sobre como foi para vc e sim mostrando REAL um pouco da cidade e sua história. Não sabia que ficava no Brasil o maior cajueiro, informação nova para mim!
    Desde de pequena eu tenho vontade de conhecer natal, lembro que primeira vez que ouvi falar desse lugar por esses jogos de tabuleiro e eu imaginava uma cidade que ficava o ano todo decorada com enfeites de natal (o que eu iria mar) mas não é bem isso haha

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Que viagem incrível, Debora. Fique muito chocada com o tamanho desse cajueiro, não sabia que ele era capaz de crescer tanto!!! Muito incrível

    ResponderExcluir
  4. Ir para um lugar assim, com muito sol, deve ser um ~prato cheio~ para quem gosta de estações quentes. Que bom que o tempo colaborou com vocês :) eu, sinceramente, não sei como agiria, pois não gosto de calor/sol hehe.

    Sobre os lugares que visitou, fiquei encantada com as imagens, e curiosa para conhecer esse cajueiro gigante! Espero que você consiga voltar na época dos cajus *-*

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana! Eu gostaria muito de ver esse Cajueiro carregado. Deve ser lindo!
      Quem sabe um dia né?
      Beijinhos!

      Excluir
  5. Que lugar lindo...fiquei fascinada pelo cajueiro e a qualidade das fotos ficaram muito boas...sucesso bjs

    ResponderExcluir
  6. Poxa que bacana esse post sobre Natal! O lugar parece ser lindíssimo. É um dos destinos que gostaria de conhecer. ♥️

    ResponderExcluir
  7. Meninaaaa, que máximo ler seu post!
    Sou de São Paulo e fui pela primeira vez para Natal em 2013. Fiquei COMPLETAMENTE apaixonada por lá e já voltei outras vezes para lá. É meu destino preferido no Brasil. Os hotéis na Via Costeira são os melhores, né?
    Não sei se você foi pra Pipa. Se não tiver ido, agende outra viagem pra Natal só pra ir pra lá. As praias são lindas e tem golfinhos <3
    Fui em todos os lugares que você falou no post. O restaurante Camarões é ÓTIMO, mas como eu não como frutos do mar e etc, acabei comendo o filé a parmegiana deles e é muito bom,
    Seu post me deu uma nostalgia gostosa. Quero ir pra lá de novo logo!
    Beijos <3

    www.madamices.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriella! Não deu tempo de conhecer Pipa, mas fica como desculpa pra poder voltar, né?
      Beijinhos!

      Excluir
  8. Vou te falar que é um das viagens que estão em minha lista é para Natal. Meu irmão foi e amou e suas fotos despertaram ainda mais a minha curiosidade! Amei :)

    ResponderExcluir
  9. que lugar lindo.
    Sempre tive vontade de conhecer natal. Não sabia dessa do cajueiro que é o maior do mundo.

    beijos
    maisumbeijo.com

    ResponderExcluir

Gostou? Deixe aqui seu comentário!