Série da vez: 13 Reasons Why

Oi Pessoal!

Depois de um tempo, eis que estou aqui, voltando aos poucos pra esse blog que tanto amo fazer.

Hoje vim falar da nova série sensação bafônica do Netflix, 13 Reasons Why. 


Se você tem mais de 30 anos, assim como eu, e começou a ver a série, é capaz de no início dela você ter tido o mesmo pensamento que eu: nossa! quanta bobeira. Os dois primeiros episódios fazem a gente pensar um pouco assim mesmo. Aí você vai me perguntar: então porque assistiu? Por pura curiosidade. Mas no final, eu gostei. Vou explicar, mas antes, vou falar sobre o que se trata essa série.


13 Reasons Why é uma série produzida pela atriz Selena Gomez para a Netflix que foi baseada no livro (de mesmo título) do autor Jay Asher. A série conta a história de Hannah Baker (Katherine Langford) que gravou algumas fitas cassetes contando os motivos (13) que a levaram a tirar sua própria vida. A pessoa da vez a receber o pacote com as fitas, é Clay Jensen (Dylan Minette), um amigo de Hannah, que era apaixonado por ela e é um dos motivos. Ele precisa ouvir as fitas e passá-las para o próximo envolvido.


Toda essa história se passa em uma escola, cheia de adolescentes e aí você imagina o porque eu disse que no início achei bem boba. Não estou criticando os adolescentes, até porque já fui uma, mas a realidade é que quando a gente é adolescente, a gente é bobo e faz coisas que anos depois nos fazem ver como eram ridículas. Faz parte da vida e do nosso crescimento.

Enfim, vi todos os episódios e me deparei com uma série muito séria. Com muitos dramas adolescentes e histórias tristes, as quais muitas vezes são ignoradas pelos adultos por acharem que: "é bobeira", "vai passar", "é da idade", "é drama de adolescente" e etc. 

Acho que a série serve de alerta para os pais, para os professores e também para os adolescentes e jovens que gostam de praticar bullying e que acham que tudo que fazem "não tem nada demais". 

Quando somos mais novos, não sabemos muito lidar com nossos sentimentos. Ainda estamos naquela fase de nos conhecermos e descobrirmos quem somos e pra que viemos a esse mundo. Tudo que nos é dito, nós levamos a sério e tentamos entender, mas acabamos absorvendo muito também. A palavra dita pode servir para edificar, ajudar uma pessoa ou acabar, destruir com ela. E depois que a palavra já foi proferida, é impossível apagá-la ou retirá-la. Já foi. Já disse.


Nessa série a gente vê o que a palavra pode fazer com uma pessoa. Algo que foi dito e que não é verdadeiro, pode acabar com uma reputação e até mesmo com a dignidade do outro. Atitudes impulsivas e impensadas, podem destruir a alma e para recuperá-la, é muito difícil. 

Creio que fica como reflexão pensarmos no que estamos fazendo e no que estamos dizendo para nosso próximo. Estamos agindo de maneira correta? Estamos sendo respeitosos? Estamos proferindo palavras que edificam ou destroem?

Um outro ponto que me chamou atenção nessa série, foi o fato de não haver diálogo entre pais e filhos. Isso nunca aconteceu comigo, porque meus pais sempre foram muito presentes e minha mãe sempre me deu liberdade para falar com ela as coisas. Eu sei que as situações em cada família são diferentes, que cada um tem um jeito, uma maneira de lidar com as coisas e muitas vezes os problemas na família são tão grandes, que fica impossível haver um diálogo.

Mas se você é mãe ou pai, procure rever suas atitudes com seu filho. Às vezes ele pode estar passando por algum problema sério, que você não consegue imaginar ou muitas vezes ele só quer um pouco da sua atenção e compreensão. 

Se você é adolescente, converse mais com seus pais. Fale pra eles o que tem acontecido com você. Nossos pais são as pessoas que mais nos amam e mais querem nosso bem. Se isso não é uma realidade na sua casa, se há algum problema, procure uma pessoa na qual você confie ou uma ajuda profissional, mas não guarde seu problema com você. Converse, desabafe, mas não guarde pra você aquilo que tem te machucado, te deixado triste.


O fato é que nessa vida ainda vamos cometer muitos erros. Não importa a idade que tenhamos. Mas eles vão nos ensinar a sermos melhores, a crescermos como pessoas. Por isso, não julgue ninguém e nem recrimine sem antes saber todos os motivos.

Se você já viu a série, me fala nos comentários o que você achou e qual lição você tirou dela.

Beijinhos!! 💋💋


Compartilhe:

JOIN CONVERSATION

2 comentários:

  1. Essa série me ensinou coisas sobre mim que eu nem imaginava, me fez refletir muito. E é raro uma série adolescente que cause esse tipo de reação. Meus parabéns para a netflix por essa série, se tornou a minha favorita.

    Eu adorei seu blog, aliás, voltarei mais vezes.
    Beijos,
    Amanda do barrados-nobaile.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sua visita Amanda!
      Que bom que a série te ajudou. Ela nos faz refletir mesmo e acho que até mesmo pra isso que foi feita, para refletirmos sobre nós e nossas atitudes e nos ajudar a melhor nos tornando pessoas melhores.
      Beijinhos e volte sempre!

      Excluir

Gostou? Deixe aqui seu comentário!