Outubro Rosa - Dicas que Ajudam a Prevenir o Cancro da Mama


Outubro Rosa nasceu em Nova York para alertar sobre o câncer de mama e tem grande destaque no Brasil e no mundo. Vários artistas apoiam o evento e vários monumentos são iluminados com a cor rosa.


Prevenir ainda é a melhor solução. Fazer o autoexame todo mês e visitar o ginecologista são a melhor forma de ficar longe da doença.

Devemos deixar claro que o autoexame da mama a cada mês e uma mamografia anualmente devem ser feitos principalmente na idade de 40 anos. Essa é a melhor maneira de diagnosticar câncer da mama, que é essencial para ter uma melhor chance de curá-lo.


No entanto, de acordo com diversos estudos, verificou-se que certos alimentos e certos fatores do estilo de vida de uma mulher podem ajudar a diminuir o risco de sofrer desta doença.

Neste artigo apresentamos os alimentos e dicas para prevenir o câncer de mama, informando sobre as últimas descobertas a este respeito.


Alimentos ricos em fibras

Os brócolis são ricos em vitamina C e fibras; eles também contêm muitos nutrientes a partir das propriedades anticâncer.

O câncer da mama é altamente associado a níveis de estrogênio no sangue. Quanto maior for o nível de estrogênio no corpo de uma mulher, maior o risco de sofrer de cancro da mama.

Os alimentos ricos em fibras que impedem o estrogênio de ser eliminado são absorvidos no intestino, portanto, ele é um fator de proteção para câncer de mama.

Para aumentar a quantidade de fibras em sua dieta, não se esqueça de incluir três porções de legumes frescos (especialmente brócolis, couve-flor, repolho e couve de Bruxelas) e dois de fruta por dia, assim como grãos inteiros.

Diminuir a quantidade de gordura

Se a sua dieta consiste de muitos alimentos ricos em gordura, é muito provável que também aumente a quantidade de tecido adiposo em seu corpo.

Excesso de tecido adiposo funciona como uma espécie de "fábrica de estrogênio", por isso, se você continuar com o seu peso dentro dos limites adequados para a sua altura e idade, você vai diminuir o nível de estrogênio no corpo e diminuir o risco de sofrer de câncer de mama.

Mulheres obesas correm mais risco de desenvolver câncer de mama e outras doenças.

Segundo a especialista em emagrecimento saudável Rosi Feliciano a reeducação alimentar é o caminho durável para o controle do peso e boa saúde.

Mesmo ao tentar emagrecer rápido devemos buscar métodos naturais, com boa nutrição e que possam nos colocar no caminho da reeducação alimentar, como a dieta fruta.

Mais ômega 3 e menos ômega 6

Os ácidos graxos, Ômega 3 e 6 são encontrados em altas concentrações no peixe.

Os alimentos ricos em ácido Ômega 6 gordos (margarina, gordura hidrogenada, óleo de girassol, óleo de soja e óleo de amendoim) aumentam o risco de sofrer de câncer de mama, de acordo com resultados de vários estudos científicos.

Pelo contrário, os alimentos ricos em ácidos graxos ômega 3 (tais como salmão, atum, sardinha e óleo de peixe) diminui o risco. Inclua uma porção desses alimentos em sua dieta duas vezes por semana.

Linhaça também é uma boa fonte de Ômega 3. Os especialistas aconselham a consumir 25 gramas de linhaça por dia para ajudar a prevenir o câncer da mama. Você pode misturá-las secas ou adicioná-las ao iogurte ou uma porção de queijo macio.

Ômega 9 e ácidos graxos, encontrados no azeite de oliva ajudam a diminuir o risco. Por esta razão, adicionar algumas colheres de chá de azeite de oliva para sua salada é um bom tipo de prevenção para esta doença.

Fazer exercícios

Está cientificamente provado que as mulheres que se exercitam moderadamente, cerca de quatro horas por semana, são menos propensas a sofrer de câncer da mama porque o exercício reduz a produção de estrogênio no organismo. Mantenha-se ativa, andar a pé, andar a cavalo, nadar previne o câncer de mama.

No entanto, para concluir, lembramos que você deve sempre efetuar os controles adequados para diagnosticar o câncer da mama no tempo e, no caso de dúvida, consulte o seu médico.

Evite álcool

O consumo excessivo de álcool é um fator intimamente ligado ao risco de sofrer de câncer de mama. Quanto mais você bebe, maior o risco.

O álcool é transformado em acetaldeído, uma substância que, como mostrado, promove o câncer em animais de laboratório.

Além disso, o álcool inibe a utilização de ácido fólico nas células, uma vitamina, que desempenha um papel importante na regulação da divisão celular.

Como se isso não fosse suficiente, o álcool aumenta o nível de estrogênio no sangue. Portanto, evitar o álcool para diminuir o risco de sofrer de câncer de mama.


Artigo: Rosi Oliveira

Compartilhe:

JOIN CONVERSATION

1 comentários:

  1. Parabéns por conscientizar a todos sobre o Outubro Rosa, que é um mês para que todos fiquem atentos ao câncer de mama e conheça mais sobre o assunto.

    ResponderExcluir

Gostou? Deixe aqui seu comentário!