Série: The Good Wife


Ontem eu terminei de ver a série The Good Wife. A série estrelada por Julianna Margulies, tem 7 temporadas, cada uma com 22 episódios e começou em 2009 e terminou em maio desse ano. A série é sobre uma esposa, mãe e dona de casa, Alicia Florrick, que assume toda a responsabilidade do lar e de educar os filhos, após o marido Peter Florrick, que é Procurador Chefe, ser preso por corrupção. Ela ainda descobre que ele dormiu com prostitutas. 

Alicia é advogada, mas nem chegou a exercer a profissão porque casou com Peter logo após a faculdade e engravidou de Zack, filho mais velho. Logo depois veio Grace. Então ela se dedicou a cuidar dos filhos e de seu lar, enquanto seu marido trabalhava. Eles moravam em uma casa grande e em um bom bairro e a aí, a vida de Alicia dá esse giro e ela tem que recomeçar.

Ela encontra muita dificuldade ao procurar emprego porque ninguém quer contratá-la, pela falta de experiência. Até que ela encontra Will Gardner, um antigo colega de faculdade, com quem ela teve um envolvimento no passado. Ele a contrata para trabalhar na sua firma, a Lockhart/Gardner. Sua sócia, Diane Lockhart não é a favor da contratação, mas Will consegue convencê-la. A partir daí, tudo muda na vida de Alicia. Ela consegue dar os primeiros passos na sua independência e consegue uma carreira de sucesso. Ainda faz uma grande amiga, Kalinda.

ATENÇÃO! A PARTIR DAQUI O POST CONTÉM MUITO SPOILER. SE VOCÊ AINDA NÃO VIU A SÉRIE E DESEJA VER, NÃO CONTINUE LENDO!


Se engana quem acha que Alicia se separou do marido e foi viver sua vida linda e solteira. Não. Ela não se separa de Peter, diz que o perdoa e continua a apoiá-lo na sua vida profissional. Peter sai da cadeia e consegue se candidatar e se reeleger Procurador Chefe novamente, com a ajuda de Eli Gold. Mas não para aí. Ele também se candidata a Governador do Estado de Illinois e ganha. No meio disso tudo está sua família, que sempre fica contornando cada frase e cada ação mal interpretadas pela imprensa. 


Nesse tempo todo, Alicia, que não pede o divórcio nunca, não consegue ser feliz. Ela e Peter vivem em casas separadas, mas continuam com o casamento, porque é bom para os negócios dos dois. Ela volta a se relacionar com Will em segredo, mas não consegue deixar Peter para ficar com ele. No meio disso tudo, uma das coisas que mais me irritou na série, é que de vez em quando ela dormia com Peter. Por puro prazer ou por ainda restar algum sentimento, não sei. Mas isso me irritava porque hora ela tava com um, hora com outro. 

Enfim, muita coisa acontece nessas 7 temporadas, inclusive a briga com Kalinda, após Alicia descobrir que ela dormiu com Peter quando trabalhava com ele na Procuradoria. Depois elas até voltam a se entender, mas Kalinda acaba indo embora. Alicia e Cary Agos, seu colega de firma, abrem um novo escritório, o Florrick, Agos & Associates. No meio disso, Will morre ao ser baleado durante um julgamento. É, uma loucura. Achei que ele ficasse até o final e que ele e Alicia seriam felizes para sempre. Só que não.

Após isso e de ambos escritórios estarem com problemas, Diane se junta a Alicia e Cary e formam um novo escritório. É uma dança das cadeiras que só. Mas, Alicia se candidata a Procuradora Geral e ganha. Então, deixa o escritório. Porém, ela nem chega a assumir o cargo pois é acusada de corrupção nas eleições.

Dessa vez é a sua carreira e sua reputação que vão por água a baixo. Ela perde tudo e todos começam a acusá-la e a rejeitá-la. Novamente, ela tem que se reerguer de um escândalo e dar a volta por cima. E mais uma vez, é isso que acontece. Ela volta a trabalhar como advogada e conhece Lucca Quinn, outra advogada que se torna uma de suas melhores amigas. Talvez a única no momento.


Elas começam um novo escritório e contratam Jason Crouse, um investigador. Alicia e Jason começam a se aproximar e acabam tendo um relacionamento. No início não é nada sério, mas eles acabam se apaixonando. Nisso, Alicia volta para o escritório de Diane e Cary e leva Lucca e Jason também. Logo depois Diane a convida para ser sócia majoritária e Cary pede demissão. 

Mas o final, a...esse me deixou pau da vida. Eu realmente achei que Alicia fosse mudar. Que ela fosse ser feliz. Mas não. Peter é acusado de esconder provas em um crime, quando ainda era Procurador e vai preso novamente. Mas, Alicia que já pediu o divórcio, continua do lado dele, deixando que Jason escape. A última cena, talvez tenha sido a que eu mais gostei no episódio. Depois de humilhar Diane no julgamento para favorecer Peter, ela leva uma bofetada na cara de Diane, que dói até em quem assiste. Merecia bofetada.


Mas, eu não fiquei feliz não. Eu queria que Alicia tivesse tido um final feliz. Queria que ela tivesse se separado de Peter e fosse feliz no amor e na vida profissional. É, ela terminou a série como a boa esposa. Apoiando o marido e a família. Mas série é assim né? Nem sempre tem o final que você espera. Fiquei meio decepcionada, mas fazer o que? Faz parte.

Eu comecei a ver a série, porque gosto dessas séries de advogados, com solução de crimes e tal. Mas também porque gosto da atriza Julianna Margulies. Quem lembra dela em ER (Plantão Médico)? Ela era a Enfermeira Carol Hathaway. 

Julianna em ER e em The Good Wife. Que mudança né?
Prêmios
Julianna Margulies ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz de Série de Tv em 2010. Também levou o Emmy em 2013 e 2014 como Melhor Atriz em série de drama. A série também levou outros prêmios, no total, foram 30.

Essas foram minhas considerações sobre a série. Parece que uma série derivada de The Good Wife, vai vir aí. Será estrelada por Christine Baranski, que interpretou Diane Lockhart e também terá a participação de Cush Jumbo, que interpretou Lucca Quinn. É esperar pra ver!


Compartilhe:

Vamos Conversar

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Deixe aqui seu comentário!