Palavra de Hoje: O amor do Pai


Leitura: Gênesis 22:1-14

"...Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo..." - II Coríntios 5:19

Na sua autobiografia, uma celebridade da TV, escreve: "Se o Pai [celestial] é tão amoroso, por que Ele não desceu e foi ao Calvário?" Este comentário revela como o autor entende pouco sobre o amor de um bom pai terreno e a profundidade do amor revelado na trindade.
Considere o amor que um pai terreno tem pelo seu filho. No livro de Gênesis 22, lemos que Deus pediu a Abraão para sacrificar o seu filho Isaque. Nós só podemos imaginar a agonia em seu coração, quando ele e o menino subiram aquela montanha. Certamente Abraão deve ter desejado poder tomar o lugar de Isaque.
Como um pai e avô, eu preferiria morrer em lugar da minha descendência, se me fosse dada a escolha.
O nosso amor como pais terrenos é apenas um vago reflexo do amor de nosso Pai celestial por Seu Filho e por nós. Devido ao íntimo relacionamento entre o Pai e o Filho, Jesus podia dizer: "Eu e o Pai somos um" (João 10:30). E a Bíblia nos diz que "...Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo..." (2 Coríntios 5:19). Sem dúvida, o Pai compartilhou a dor de Seu Filho , no Calvário.
Como é maravilhoso saber que temos um Pai amoroso, no céu! Porque Jesus morreu por nós, podemos ser perdoados e experimentar pessoalmente o amor do Pai. - HVL

O amor do Pai não conhece limites.


Compartilhe:

Vamos Conversar

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Deixe aqui seu comentário!